Menu

_

clean-5

Wisata [Criaturas]

Budaya [Mistérios]

Kuliner

Kerajaan

» » Renovação do Tibia! (Capitulo VII)

Finalmente, Banor voltou-se aos deuses para que o ajudassem, e eles responderam as suas preces. Novamente foi o sempre engenhoso Uman quem encontrou uma solução, uma solução que foi possível porque ele havia feito uma surpreendente descoberta: ele descobriu que além da estrutura da existência havia outras dimensões, planos distantes nos quais deuses anciões ainda não detinham poderes. Entretanto, Uman encontrou um modo de estabelecer uma conexão com esses planos alternativos de existência, e depois de muitas experiências ele aprendeu que era possível conjurar almas de criaturas vivas desses planos. Quando trazidas a Tibia essas almas podiam ser moldadas na forma humana, formando os campeões de que a raça humana desesperadamente precisava. Esta, então, foi a resposta aos problemas da humanidade, e foi colocado imediatamente em prática. Os deuses implantaram uma série de portais mágicos em Tibia, portais que logo ficaram conhecidos como Portais das Almas. Através destes portais um fluxo constante de heróis veio ao mundo, guerreiros humanos que eram tanto habilidosos como corajosos, e com a ajuda desses campeões as abomináveis hordas foram lenta mas seguramente empurradas para trás. Finalmente parecia que a ordem seria restaurada.
Quando trazidas a Tibia essas almas podiam ser moldadas na forma humana, formando os campeões de que a raça humana desesperadamente precisava ... Os deuses implantaram uma série de portais mágicos em Tibia, portais que logo ficaram conhecidos como Portais das Almas. Através destes portais um fluxo constante de heróis veio ao mundo.
As coisas pareciam mais brilhantes para a raça humana do que fora por um longo tempo. Os poderes aliados dos heróis e humanos avançaram mais e mais no território inimigo, e as hordas negras pareciam estar à margem da derrota total. Mas, infelizmente! Aqueles que acreditaram que as antigas raças seriam agora varridas da face de Tibia foram um pouco precipitados, porque algo inesperado aconteceu. Confrontados com o poder aparentemente esmagador dos exércitos humanos, as antigas raças fizeram o que por muito tempo fora impensável: eles assinaram uma trégua. Dragões, orcs, mortos-vivos e todas essas outras raças que lutaram entre si por tanto tempo subitamente pararam de atacar umas as outras e concentraram-se na guerra contra a raça humana. E assim aconteceu que novamente as coisas viraram para o pior. Mesmo que seus inimigos não confiassem uns nos outros a ponto de formar uma aliança plausível, o simples fato de pararem de lutar uns com os outros colocou a raça humana em uma situação muito precária. Logo seus avanços hesitaram, e uma vez mais eles foram forçados a tomar a defensiva.
Os exércitos humanos decidiram retirar-se para suas cidades fortificadas para recomeçar a guerra dali, mas novamente eles fizeram uma surpreendente descoberta. Desta vez, pela primeira vez na história, os inimigos dos humanos não os perseguiram para continuar a luta. Muitos ficaram intrigados com isso, pois não era fácil entender o porquê de as hordas agirem desse modo. Uma teoria comum seria de que as tensões e desconfianças mútuas entre as raças antigas era muito forte para que combinassem suas forças em uma campanha sustentável, e alguns até afirmavam que eles haviam começado a guerrear entre si novamente. Outros sugeriram que as raças antigas esgotaram-se ao longo de muitas guerras, enquanto outros ainda insinuavam que talvez um equilíbrio houvesse sido alcançado, um estado em que cada lado sentia que poderia viver assim. Seja qual for a razão, um período de inquieta mas fundamentalmente estável paz seguiu-se, e assim é até hoje. Pela primeira vez o conturbado mundo teve um alívio da incessante matança que o assolou por muito tempo.
Os humanos aproveitaram-se bem dessa oportunidade. Sob a sábia orientação dos reis Thaianos, que são descendentes diretos de Banor, a raça está vivendo uma era de ouro. As artes e as ciências prosperam, e uma cidade próspera foi fundada. Sinceramente, a expansão humana tem encontrado ferozes resistências, e de fato os intrépidos heróis que ainda entram nesse mundo pelos misteriosos Portais das Almas estão ocupados o bastante lutando com as ameaças constantes postadas por todos os tipos de criaturas hostis.
Mas por longo tempo a paz permaneceu, e sob essa proteção a raça humana finalmente firmou-se como a espécie dominante em Tibia. Entretanto, existem inquietantes sinais de que essa gloriosa era pode estar lentamente chegando ao fim. Pelos antigos inimigos nunca terem sido dominados, e agora parece que eles estão crescendo e crescendo de maneira inquieta. Os ferozes orcs estão agitados mais uma vez, atacando acampamentos humanos e algumas vezes mesmo cidades maiores em ataques cruéis e bem coordenados. Os mortos-vivos começaram novamente a andar pela terra, enraizando o medo no coração dos vivos. Existem até mesmo desconcertantes relatórios de que terríveis dragões que estavam adormecidos por séculos estavam novamente deixando seus covis escondidos para oprimir. Pior que tudo, os humanos, essa curiosa raça, começaram a brigar entre si, e mais de uma vez essas tensões levaram a conflitos armados. No decorrer do tempo, alguns humanos até renunciaram o governo dos reis Thaianos e fundaram suas próprias cidades e impérios.
Pode ser que esta seja ainda outra das manobras maléficas de Zathroth. É bem conhecido que seus mais diabólicos subordinados, os horrendos demons, estão à espreita nas sombras, aguardando sua vez. Quem sabe? Talvez Tibia esteja à beira de uma outra guerra cataclísmica, e um novo crepúsculo irá cair sobre o mundo. Apenas o Destino conhece o que o futuro tem guardado para Tibia. Vamos todos esperar e orar para que a união dos humanos não quebre justamente quando for mais necessária.

Resumo
Banor pede ajuda aos deuses e é atendido. Uman descobriu a existência de outras dimensões e como estabelecer uma conexão com elas, então passou a implantar uma série de portais mágicos que conjuravam almas de criaturas vivas desses planos alternativos e as moldava na forma humana em Tibia. Esses portais ficaram conhecidos como Portais das Almas.
O poder da aliança dos humanos com os heróis trazidos de outro plano parecia estar finalmente estabelecendo a ordem na terra. Porém, algo inesperado aconteceu, as antigas raças que também lutavam entre si assinaram uma trégua para se concentrarem na guerra contra a raça humana. Os humanos então foram forçados a tomar a defensiva.
Protegidos em suas cidades os exércitos humanos surpreenderam-se ao ver que seus inimigos não mais os perseguia. Várias teorias surgiram para explicar esse fato e a mais comum é que a confiança que os inimigos tinham entre si não era suficiente para fazê-los se organizar para continuar a batalha. Seja qual for a verdade, um período de paz se estende na terra até os dias de hoje.
A raça humana se firmou dominante na terra, entretanto inquietantes sinais apontam para um novo confronto. Os ferozes orcs estão agitados e tramando invasões em cidades humanas, mortos-vivos andam novamente pela terra e poderosos dragões parecem estar deixando seus covis. Pior ainda, a raça humana começou se desentender e a se dividir.
Tudo pode ser um plano do perverso Zathroth, pois como se sabe, seus diabólicos servos (demons) estão à espreita nas sombras. Tibia pode estar a beira de uma nova guerra épica e só podemos esperar que a união dos humanos não se quebre justamente quando mais for necessário.


Fonte: TibiaWiki

Autor da Matéria: (Admin) Getshock

O "Tibia Mistérios" é um site que procura resgatar o RPG do Tibia e ajudar a comunidade a conhecer e desvendar os mistérios existentes no game.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comentários: